Greentech quer dar o Tom da Sustentabilidade e da Inclusão Digital no Mercado de TI


Tudo começou com um sonho antigo: levar inclusão digital para as classes mais baixas da sociedade. Partindo desta premissa a Greentech, conduzida de perto por Jair Martinkovic, remanufatura micros usados por grandes empresas e os devolve ao mercado a preços extremamente competitivos.

Conversando com Jair fica fácil entender o porque de tanto empenho: ex-morador de favela na Zona Norte, Jair começou cedo: aos 9 anos de idade, ganhava a vida catando latas e garrafas velhas. Na década de 80, começou a comprar sucata de mainframes antigos, percebendo que grandes empresas demorariam para desfazer-se de seu parque de máquinas. Em pouco tempo, a Planac, empresa fundada por Jair, era especializada em serviços de manutenção de máquinas e mainframes, conquistando grandes clientes como bancos, empresas públicas e indústrias.

Apesar de bem sucedido com a Planac, Jair ainda não estava completamente satisfeito: faltava um projeto onde ele pudesse devolver para a sociedade parte do benefício que ela mesma havia permitido a ele. Então veio o segundo estalo: Jair visitou parte de seus grandes clientes e começou a questioná-los sobre o que fariam com seus servidores e micros antigos. A resposta era sempre a mesma: não fazemos idéia. Jair então passou a comprar estes micros antigos e remanufaturá-los em um galpão dentro da Planar. Pouco tempo depois, fundou a Greentech, uma fábrica de computadores com 22 funcionários.

O processo é dos mais interessantes: pega máquina antiga e desmonta. Carcaça vai para manutenção e uma nova pintura. As placas são todas revisadas, componentes e peças são trocados. Monta tudo de novo. Testa os Softwares e as conexões e pronto: uma máquina considerada inútil vira um computador novo, com garantia de 12 meses, a preços que qualquer um pode pagar.

Mais não pensem que a Greentech remanufatura apenas desktops. Monitores, Notebooks, Servidores e até teclados e mouses são remanufaturados e já fazem parte do portfólio de produtos. A iniciativa é fantástica porque retira “lixo” da rua ao passo que viabiliza classes mais baixas a entrar na era Digital. E, além de tudo isso, emprega pessoas no processo de fabricação.

Parabéns ao Jair e parabéns a Greentech!

Quem quiser conhecer mais é só visitar o site: www.linhagreentech.com.br.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s