O Santos de 2010 e seu Time Empresarial


Alguns vão me chamar de apressado. Outros vão dizer que é exagero da minha parte exaltar um time que, olhando de forma mais reticente, ainda não ganhou nada. Entretanto, tenho que admitir: que futebol lindo pratica o Santos em 2010! Assistir a um jogo do Santos é uma experiência ótima, principalmente para quem adora futebol como eu. Exaltá-lo então é mais do que nossa obrigação, até porque os outros grandes de São Paulo não estão fazendo sua parte.

O Santos tem jogado tão bem aos meus olhos que, pasmem, consegui encontrar inspiração para estabelecer uma comparação com o que eu considero um time empresarial ideal. Começando pela defesa, temos o goleiro Felipe que, apesar de jovem, tomou conta do gol deixado pela contusão do Fábio Costa. Ele está tão bem que o técnico Dorival Júnior sequer tem argumentos para colocá-lo na reserva. Na zaga temos Wesley, Edu Dracena, Durval e Léo. Interessante ver a mescla entre juventude e experiência neste setor. Wesley é novo, moleque, mais apóia bem, cruza bem e ainda chega de trás para bater no gol. Não é raro ver uma pancada dele de fora da área. Ótimo jogador o Wesley. Depois temos Edu Dracena e Durval. Ambos são zagueiros com pouca habilidade, mais tem demonstrado uma força de vontade fora do comum. O Santos é tão bom que os erros que comentem na zaga passam desapercebidos, pois este time sabe o que é fazer gol. São 60 gols em 18 partidas, média muito mais alta do que do restante dos clubes.

No meio de campo temos Arouca, Marquinhos e Paulo Henrique Ganso (craque!!!!). Arouca, que estava encostado no São Paulo, vem demonstrando eficiência. Não aparece para a torcida, mais é fundamental para o time. Assim como o Marquinhos, jogador com muita visão de jogo e inteligência. Seu companheiro, Paulo Henrique Ganso, é para mim o melhor PARA o time. Craque, no verdadeiro sentido da palavra. Nasceu com estrela e será em pouco tempo jogador da seleção brasileira. Ele e Marquinhos, inclusive, são os responsáveis por compactar a equipe. Tanto que muitas vezes nem parece que o Santos tem apenas 11 jogadores em campo. Eles conseguem dominar o campo inteiro porque jogam com inteligência, sem a bola no pé e a habilidade do Ganso se sobressai.

O ataque também dispensa comentários. André, Neymar e Robinho formam disparado o melhor ataque do Brasil. É compreensível: André, com sua eficiência, não perde uma oportunidade. Sobrou bola no pé dele é gol. Dificilmente perde. Sua regularidade faz dele um dos melhores camisa 9 do Brasil na atualidade. Não é exagero. Os números dizem isso. Do Robinho nem vou falar muito. Todo mundo conhece e sabe da capacidade ele. Mascarado ou não, o fato é que jogando feliz ele é fantástico. Até agora não marcou um gol feio no Santos. Todos os gols dele tiveram um toque de classe, refinado e acima da média. E, para finalizar, temos o Neymar. O que eu posso dizer dele? Craque? Gênio? Não importa. Ele está fazendo a diferença hoje. É o melhor jogador em atividade no Brasil na atualidade. Tem feito determinadas coisas com a bola que há muita tempo não se via em terras brasileiras. Digo isso porque o Messi vem fazendo o que o Neymar faz há anos no Barcelona. Ah, não estou comparando um com o outro, é sempre bom avisar.

Depois desta análise, vem a pergunta: o que tudo isso tem a ver com equipe empresarial? Simples. Ter pelo menos um elogio para cada setor do time significa que eles possuem o melhor para uma equipe: colaboração e senso de coletividade. Não é porque um brilha mais do que o outro, tem mais habilidade do que o outro, que este é boicotado ou escondido. Aliás, muito pelo contrário: as grandes estrelas foram envidraçadas, para todo mundo ver. E os companheiros ajudam-lhes a extrair o máximo de seu potencial. Porque o foco da equipe é vencer e se uma das armas é a habilidade individual dos garotos, nada mais justo do que usá-la.

Além disso, o Santos não se preocupa com metas. Ele simplesmente passa por cima de todas elas como um rolo compressor. Não é porque o jogo está ganho que eles vão parar de fazer gols. Não é porque a meta foi batida que se deve parar de vender. Metas são feitas para serem alcançadas e superadas.

Tem mais: não é porque a função do Ganso é armar o jogo que ele não vai marcar o adversário quando ele está com a bola. Um colabora com o outro, ajuda, e faz isso de forma natural, sem cobranças. Porque não fazer igual com seu colega de trabalho? Ajude-o. Seja pró-ativo. Não espere ele pedir ajuda. Identifique a necessidade e o auxilie.

Nem possuem a mesma habilidade. Nenhum grande time foi formado por 11 estrelas. O Santos também não têm. Entretanto, lidam com a dificuldade técnica de alguns de forma natural. Entender que nem todos tem o mesmo potencial é fundamental para uma organização. Saber respeitar as limitações mais ainda. No dia em que estas limitações atrapalharem o andamento da empresa, escolha dois caminhos: ou ajuda ou manda embora. Ter um profissional limitado para fazê-lo ser motivo de chacota para os outros é cruel, desnecessário, toma tempo e tempo é dinheiro.

O Arouca não estava bem no São Paulo. Porém, o Santos o contratou. Ele entrou no time e ocupou espaço no meio de campo como titular. Antes do São Paulo, o Arouca foi protagonista em um ótimo time montado pelo Fluminense. Isso significa que nem todo mundo se adapta a um time ou a uma empresa. Portanto, contratar alguém que não teve bela passagem por uma empresa pode ser sim uma ótima escolha. Trate-o bem e dê condições para trabalhar com tranqüilidade que ele pode voar e surpreender a você e a empresa que o perdeu.

E, acima de tudo: saiba reconhecer quando um concorrente está fazendo a diferença. Isso não é vergonha para ninguém. O que adiantaria tentar falar mal, quando todo mundo está falando bem. Só para constar: para quem não sabe, torço para o São Paulo.

Um comentário sobre “O Santos de 2010 e seu Time Empresarial

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s