Dicionário da Automação

Você não entende o que o estão falando?

  • ECF = Emissor de Cupom Fiscal. mais conhecido como impressora Fiscal. (Mais detalhes)
  • TEF = Transferência Eletrônica de Fundos. É a tecnologia para integração do ECF com as administradoras de cartões de crédito.
  • CPU = Unidade Central de Processamento. É o “cérebro” do computador. Nele contém todas as informações e precisa de periféricos como monitor, teclado e mouse para ser utilizado.
  • NFP = Nota Fiscal Paulista. É a legislação do estado de SP que objetiva a extinção da sonegação e regulariza a identificação do CPF do consumidor nos cupons fiscais e notas fiscais modelos A e A1, e posterior envio destas informações através do site da receita do estado.
  • Pinpad = é o equipamento utilizado no TEF cuja função é passar o cartão de crédito e débito. Este equipamento se interliga a alguma CPU ou microterminal e transmite informações criptografadas de acordo com as exigências das administradoras de cartão.
  • MFD = Memória de Fita Detalhe. É a memória que armazena todas as informações impressas na impressora fiscal e substitui a segunda via da bobina. Desta forma, elimina-se a necessidade de armazenar a segunda via em papel por 5 (cinco) anos. As impressoras fiscais térmicas todas possuem esta memória. A MFD não pode ser alterada e tampouco apagada por força da legislação, no esgotamento do dispositivo o mesmo deve ser substituido e o antigo deve ser armazenado em local seguro como um arquivo fiscal eletrônico. Os fabricantes projetam o tamanho da memória para aproximadamente 5 anos de movimentação.
  • MF = Memória Fiscal. É um componente incluso em todas as impressoras fiscais. Ela armazena todas as informações de fechamento do dia emitidos pela redução Z e é inviolável. Internamente, a impressora fiscal deve garantir a impossibilidade de acesso a esta memória através de resina. No esgotamento da memória, deve-se adicionar outra memória fiscal. A capacidade de armazenamento depende do fabricante podendo variar de 5 a 10 anos de movimento.
  • Redução Z = é o fechamento diário da impressora fiscal. Se a redução Z referente ao movimento do dia for emitido, nesta data não é possível mais realizar vendas. Portanto, muito cuidado para não emitir a redução Z do dia atual e bloquear a impressora até o dia seguinte. A redução Z contém informações sobre a movimentação do dia
  • Leitura X = é um relatório que pode ser emitido a qualquer momento do dia e quantas vezes forem necessárias sem o perigo de bloquear a impressora. Contém informações resumidas da movimentação do dia tais como venda bruta, venda líquida, valor vendido por aliquota, contadores fiscais, vendas realizadas por forma de pagamento entre outras informações. A cada redução Z as informações de movimento vendido no período é zerado na leitura X.